29 de set de 2007

VIOLONISTAS


por Luiz Rogério de Carvalho

Os amantes da boa música, especialmente aqueles que gostam da música instrumental, certamente têm na Internet um grande aliado, pois basta um pouco de paciência para que sejam encontradas nos diversos sites, músicas de todos os gêneros.

Para quem, entre os vários instrumentos musicais existentes, tem preferência pelo violão, é muito fácil encontrar um verdadeiro manancial de instrumentistas que, com seus estilos próprios, e competência de gênio, deleitam nossos ouvidos.

Há pouco tempo encontrei o site http://www.luckysevenradio.com/ que, entre os muitos estilos musicais que oferece, destaco, para meu gosto, “Easy Classical”, "Solo Piano, “Piano Jazz” e “Guitar”. Este último toca a maioria dos grandes violonistas, mortos e vivos, de todo o mundo.

Ali, a gente tem a oportunidade de ouvir excelentes e famosos violonistas como Paco de Lucia, John Willians, Estéban, Julian Brean, Alex Fox, e muitos outros que, pelo seu virtuosismo, já são consagrados no mundo inteiro.

Foi ali, que conheci boa parte da obra musical do brasileiro Carlos Barbosa-Lima, radicado nos Estados Unidos, que vem sendo aclamado pela crítica especializada por suas interpretações, que vão de obras eruditas de Bach, Handel e Scarlatti, a contemporâneas da área popular de autores como Antônio Carlos Jobim e Bobby Scott.
Sua habilidade ao violão provocou de Tom Jobim o seguinte comentário: “Nas mãos de Carlos Barbosa-Lima, o violão se transforma numa orquestra”.

No site, a gente também ouve músicas tocadas pelo extraordinário músico brasileiro Laurindo Almeida que, radicado nos Estados Unidos desde 1.947, já falecido, e pouco conhecido no Brasil.
Para se ter idéia da importância de Laurindo Almeida, na música instrumental, basta dizer que ao longo de sua carreira participou da trilha sonora de cerca de 800 filmes, ganhou 6 prêmios Grammy, além de uma série de outros prêmios da indústria fonográfica e cinematográfica, consolidando uma respeitável carreira como compositor e arranjador, além de instrumentista.

Só lamento não ter ouvido ainda, neste ótimo site, músicas executadas pelo mestre Baden Powell, assim como também senti a falta de músicas tocadas pelo extraordinário, e precocemente falecido, aos 32 anos de idade, o brasileiro Rafael Rabelo, violonista que Antônio Carlos Jobim dizia ser o melhor do Brasil, e que Paco de Lucia disse ser o melhor do mundo.

Nenhum comentário: